31 dezembro 2010

Nosso grande paradoxo