11 abril 2016

Tão perto, tão longe

  • Localizadas no litoral da zona Sul do Rio de Janeiro, as ilhas Cagarras ainda têm sua biodiversidade pouco conhecida. (foto: Fernando Moraes)
    1/9
  • Em abril de 2010, seis das sete ilhas que compõem o arquipélago das Cagarras foram demarcadas como unidade de conservação ambiental de proteção integral. (foto: Caetano Dable)
    2/9
  • Milhares de fragatas e atobás-marrons fazem seus ninhos no arquipélago das Cagarras. (foto: Fernando Moraes)
    3/9
  • O arquipélago é o segundo maior ninhal de fragatas da costa brasileira, totalizando cerca de cinco mil aves. (foto: Caetano Dable)
    4/9
  • A cor esbranquiçada nas rochas das ilhas deve-se ao guano (parte mineral das fezes das aves locais) que se liquefaz com a chuva. (foto: Caetano Dable)
    5/9
  • Os pesquisadores encontraram no arquipélago uma barata-do-mato que, segundo especialistas, pode ser uma espécie nova para a ciência. (foto: Fernando Moraes)
    6/9
  • O levantamento de dados biológicos e ambientais sobre as ilhas Cagarras vai ajudar na criação do plano de manejo da área. (foto: Caetano Dable)
    7/9
  • Chegar às ilhas Cagarras é difícil e alguns pontos só são acessíveis por escalada. (foto: Axel Katz)
    8/9
  • A gestão ambiental de uma unidade de conservação não é um empecilho à atividade turística ou aos pescadores que utilizam a área. (foto: Axel Katz)
    9/9

Levantamento da fauna e flora das ilhas Cagarras, no Rio de Janeiro, é feito pela primeira vez e torna-se disponível ao conhecimento público. Confira imagens do arquipélago.

COMPARTILHAR: