Livro apresenta cerca de um século e meio de produção intelectual contemporânea sobre a África, reunindo, em uma narrativa coesa, reflexões de homens e mulheres nascidos nesse continente e na diáspora sobre seus modos de estar no mundo e sua relevância política.

Em geral, o campo dos estudos africanos no Brasil passou por um processo de dinamização no início do século 21, graças ao impulso gerado pela homologação da Lei n.o 10.639, de 2003. A obrigatoriedade do ensino de história e cultura africana e afro-brasileira na educação no Brasil, uma demanda antiga de representantes do movimento negro no país, gerou inquietações e debates dentro e fora de espaços acadêmicos. Os anos 2000 foram marcados por esforços para a institucionalização de centros, grupos de trabalho e disciplinas obrigatórias de graduação e a realização de concursos dedicados à área, principalmente em história, em diferentes universidades brasileiras, que até então não tinham grande produção no campo.

Essa ampliação dos estudos africanos, ainda que nascida de contatos com a sociedade civil organizada e, portanto, dotada de certa vocação para o diálogo para além do mundo universitário, nem sempre alcança, em sua diversidade e sua complexidade, ambientes, eventos e publicações não acadêmicas. O livro do historiador Muryatan Santana Barbosa é mais um indício dos esforços para romper esse hiato que afeta negativamente a formação de professores da educação básica. Sua estrutura em formato de síntese e seu objetivo, declarado já no título, de constituir um relato academicamente relevante, mas também breve – e, acrescento, acessível a um público mais amplo –, garantem à obra o potencial de transitar entre públicos e espaços variados de construção de conhecimento.

A razão africana: breve história do pensamento africano contemporâneo
Muryatan Santana Barbosa
Todavia, 2020, 216 p.

Raissa Brescia

Instituto de História,
Universidade Federal do Rio de Janeiro

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Para acessar este ou outros conteúdos exclusivos por favor faça Login ou Assine a Ciência Hoje.

Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros conteúdos desta edição

614_256 att-50388
614_256 att-50362
614_256 att-50318
614_256 att-50354
614_256 att-50440
614_256 att-50245
614_256 att-50210
614_256 att-50228
614_256 att-50170
614_256 att-51185
614_256 att-50449
614_256 att-50153
614_256 att-50102
614_256 att-50096
614_256 att-50072

Outros conteúdos nesta categoria

725_480 att-78503
725_480 att-87676
725_480 att-87291
725_480 att-86841
725_480 att-86192
725_480 att-85621
725_480 att-85391
725_480 att-84884
725_480 att-84358
725_480 att-83636
725_480 att-82256
725_480 att-81851
725_480 att-81103
725_480 att-80435
725_480 att-79811