Estruturas agramaticais

Construções que se encontram fora do padrão estrutural de uma língua podem ser processadas em áreas distintas do cérebro e por meio de processos diferentes.

CRÉDITO: FOTO ADOBESTOCK

Talvez você já tenha ouvido falar no termo ‘agramatical’ para se referir a desvios gramaticais da norma padrão, como se uma outra variedade da língua, ao ser empregada, estivesse errada, fora da regra tida como correta. No entanto, não concordar um verbo com seu sujeito no português do Brasil (por exemplo: “nós vai”) não tem a ver com verdadeira agramaticalidade. Isso porque esse desvio acontece de maneira sistêmica, de acordo com a estrutura da língua, e é uma variante popular da língua (é sempre “nós vai”, e não “nós vou”, por exemplo) – ou seja, a forma não varia arbitrariamente.

Isabella Louise Ramos de Assis | Convidada especial
Faculdade de Letras e projeto ENEling
Universidade do Estado do Rio de Janeiro

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Para acessar este ou outros conteúdos exclusivos por favor faça Login ou Assine a Ciência Hoje.

Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros conteúdos desta edição

614_256 att-27650
614_256 att-72134
614_256 att-72401
614_256 att-72474
614_256 att-72091
614_256 att-72076
614_256 att-72116
614_256 att-72252
614_256 att-72108
614_256 att-72198
614_256 att-72270
614_256 att-72261
614_256 att-72188
614_256 att-72338
614_256 att-72540

Outros conteúdos nesta categoria

725_480 att-80241
725_480 att-79941
725_480 att-79333
725_480 att-78817
725_480 att-78453
725_480 att-77795
725_480 att-76481
614_256 att-66241
614_256 att-74312
614_256 att-73430
614_256 att-73106
614_256 att-72017
614_256 att-71095
614_256 att-70670
614_256 att-57088