Conheça o desafio de números primos proposto por um excêntrico matemático húngaro que adorava conversar com crianças e a solução dada por um habilidoso menino de 12 anos.

 

Paul Erdös (1913-1996) é um visitante frequente desta coluna. E com razão: ele se interessou por problemas de diversas áreas da matemática, avançada e elementar. Esse matemático húngaro ficou também conhecido por suas excentricidades, contadas em The manwholovedonlynumbers (O homem que só amava os números), de Paul Hoffman ‒ infelizmente, livro sem tradução para o português.

Erdös gostava de conversar com crianças ‒ especialmente, aquelas que demonstravam interesse em matemática. Chamava as crianças de “épsilons” (letra grega ε), usada para representar quantidades muito pequenas em matemática.

Marco Moriconi
Instituto de Física,
Universidade Federal Fluminense

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Para acessar este ou outros conteúdos exclusivos por favor faça Login ou Assine a Ciência Hoje.

Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros conteúdos desta edição

coringa
614_256 att-32054
614_256 att-27650
614_256 att-30742
614_256 att-30721
614_256 att-30736
614_256 att-30677
614_256 att-28855
614_256 att-30618
614_256 att-30608
614_256 att-30486
614_256 att-30446
614_256 att-30399
614_256 att-30381
614_256 att-30342

Outros conteúdos nesta categoria

725_480 att-87202
725_480 att-86475
725_480 att-86019
725_480 att-85747
614_256 att-85214
725_480 att-84801
725_480 att-84371
725_480 att-83992
725_480 att-83589
725_480 att-83236
725_480 att-82663
725_480 att-82163
725_480 att-81721
725_480 att-80971
725_480 att-80681