Instituto de Física
Universidade Federal Fluminense

Voltando a um problema de uma edição passada, vemos como figuras desenhadas a partir de pontos e linhas coloridas podem nos ensinar como se dão as relações de amizade entre convidados de uma festa. O resultado da análise desses desenhos surpreende

Em uma coluna passada (e põe passado nisso) – intitulada ‘O teorema da amizade’ (CH 228) –, discutimos o seguinte problema: considere uma festa com seis pessoas em que quaisquer duas delas podem (ou não) se conhecer mutuamente. 

Naquela coluna, mostramos que, qualquer que seja a relação entre aquelas pessoas, sempre haverá um grupo de três delas no qual todas elas se conhecem (ou não) entre si. 

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Para acessar este ou outros conteúdos exclusivos por favor faça Login ou Assine a Ciência Hoje.

Outros conteúdos desta edição

725_480 att-86817
725_480 att-86492
725_480 att-86522
725_480 att-86776
725_480 att-86725
725_480 att-86535
725_480 att-86460
725_480 att-86857
725_480 att-86573
725_480 att-86872
725_480 att-86550
725_480 att-86562
725_480 att-86749
725_480 att-86756
725_480 att-86764

Outros conteúdos nesta categoria

725_480 att-87202
725_480 att-86019
725_480 att-85747
614_256 att-85214
725_480 att-84801
725_480 att-84371
725_480 att-83992
725_480 att-83589
725_480 att-83236
725_480 att-82663
725_480 att-82163
725_480 att-81721
725_480 att-80971
725_480 att-80681
725_480 att-79767