Provar um resultado não significa entendê-lo. E entender um problema não é prová-lo. Mas, em matemática, as duas coisas andam de mãos dadas. Vamos dar uma volta para entender algo que você já deve ter provado.

Vamos relembrar (ou antecipar!) uma lição básica da geometria: ‘a soma dos ângulos internos de um triângulo é 180 graus’. Talvez, você até se lembre da prova desse resultado com base em argumentos de geometria plana.

Provar resultados é fundamental na matemática. É o que nos dá segurança de que aquilo que estamos fazendo está correto. Mas, curiosamente, há uma diferença entre provar e entender. Exemplo: será que podemos entender por que a soma dos ângulos internos de um triângulo é 180 graus? Aliás, de onde vem a medida do ângulo?

Marco Moriconi
Instituto de Física,
Universidade Federal Fluminense

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Para acessar este ou outros conteúdos exclusivos por favor faça Login ou Assine a Ciência Hoje.

Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros conteúdos desta edição

614_256 att-39630
614_256 att-39571
614_256 att-39191
614_256 att-70023
614_256 att-27650
614_256 att-39337
614_256 att-39331
614_256 att-39284
614_256 att-39090
614_256 att-39030
614_256 att-39012
614_256 att-39024
614_256 att-39001
614_256 att-38990
614_256 att-38981

Outros conteúdos nesta categoria

725_480 att-85747
614_256 att-85214
725_480 att-84801
725_480 att-84371
725_480 att-83992
725_480 att-83589
725_480 att-83236
725_480 att-82663
725_480 att-82163
725_480 att-81721
725_480 att-80971
725_480 att-80681
725_480 att-79767
725_480 att-79493
725_480 att-78550